Imobiliárias e estandes de vendas reabrem

Prefeitura de São Paulo, Secovi-SP, Abrainc, Aabic, Creci-SP e Seconci-SP celebraram ontem (9/10) protocolo para a reabertura de escritórios das empresas imobiliárias e estandes de vendas de imóveis na Capital. “A partir da publicação no Diário Oficial do Município, as atividades desses segmentos podem ser retomadas desde que cumpridas as determinações legais. Nossos representados devem avaliar com critério se de fato têm condições para se adaptar ao protocolo até que o fim da pandemia seja oficialmente anunciado. Estamos divulgando amplamente as regras e prontos para esclarecer dúvidas. A meta é que todos atuem de forma alinhada e responsável”, afirma Basilio Jafet, presidente do Secovi-SP.

Distanciamento Social – reduzir o atendimento presencial, afastar colaboradores que fazem parte do grupo de risco (maiores de 60 anos ou com doenças crônicas/graves), manter o distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas, agendar e limitar a uma família por vez as visitas a apartamentos decorados e/ou imóveis;

Sanitização de ambientes - manter todos os ambientes ventilados (com limpeza e desinfecção das superfícies mais utilizadas) e não oferecer alimentação ou serviço de manobrista;

Orientação a clientes e colaboradores – divulgar protocolos adotados por meio de cartazes, cartilhas, aviso eletrônico (no agendamento de clientes) e informar sobre indisposição ou contato com caso confirmado de covid-19;

Testagem de colaboradores – encaminhar colaboradores classificados com suspeita ao atendimento médico para testagem adequada;

Cuidados com clientes - realizar triagem (com medição de temperatura e questionamentos sobre condição de saúde) para permitir a entrada de pessoas;

Horários alternativos de funcionamento - avaliar e buscar horários alternativos (menor demanda por transporte) para os turnos de trabalho;

Agendamento e redução do expediente – adotar sistema de agendamento e limitar o atendimento ao público a 4 horas diárias no máximo;

Esquema de apoio para colaboradores – oferecer home office ou condições especiais àqueles que não tenham quem cuide de seus dependentes no período em que estiverem fechadas as creches, escolas e abrigos.

Além do protocolo, também foi assinado um Termo de Compromisso. Este estabelece parceria entre a PMSP e os compromissários para adoção do protocolo sanitário (confira a íntegra dos documentos em www.secovi.com.br).

Para o Secovi-SP, a possibilidade de reabrir os plantões de venda traz alento ao setor, uma vez que o mercado vem detectando forte interesse de potenciais compradores, os quais não tinham como visitar o modelo decorado ou unidades prontas. A exemplo do que ocorreu com os canteiros de obras, que não pararam de funcionar e cujos protocolos adotados se mostraram eficazes, as empresas de intermediação estão devidamente conscientes de seu papel no combate à disseminação da covid-19, o que tranquiliza o Secovi-SP no cumprimento das normas sanitárias pelas milhares de empresas representadas.

“Nossa função primordial é informar, orientar, esclarecer. Vamos manter tratativas com o poder público para obter condições mais favoráveis para o pleno restabelecimento das atividades representadas, para atender com segurança e respeito à vida de colaboradores e clientes”, conclui Basilio Jafet.

10 de junho de 2020

 

Voltar


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas