O Brasil e suas circunstâncias políticas e sociais

Flavio Amary e Luiz Felipe d’Avila

Quando desponta um nome diferente no cenário político o mínimo a se fazer é buscar conhecê-lo. É assim que o Secovi-SP, como entidade política (mas sempre apartidária), costuma atuar, abrindo espaço para troca de ideias e livre formação de opinião.

Foi com este espírito que a instituição recebeu, em 7/12, o cientista político, e fundador do Centro de Liderança Pública (CLP), Luiz Felipe d’Avila, que lançará seu nome nas prévias do PSDB para escolha do candidato ao governo do Estado de São Paulo em 2018.

"Pelo que temos acompanhado, d’Ávila tem posições bastante alinhadas com o que propugnamos. Dentre elas, a continuidade das reformas estruturais, a diminuição da presença do Estado na economia, por meio de programas de desestatização, e o fortalecimento das instituições", considerou o presidente do Secovi-SP, Flavio Amary.

Em sua palestra sobre "O Brasil e suas circunstâncias políticas e sociais", d’Ávila justificou sua candidatura e analisou questões de fundo, como necessidade de despolitizar a máquina pública e a descentralização do poder. "Isso obrigará estados e municípios a investir em vez de depender de mesada do governo federal; a procurar sua vocação. E é isso o que tenho feito: conversando com prefeitos de diferentes cidades sobre o potencial que cada uma delas pode explorar".

Favorável à reforma política, com adoção do voto distrital já nas próximas eleições municipais, D’Ávila defendeu o fortalecimento da política de centro, com a união dos partidos moderados. "Não podemos deixar o centro rachar. A crise exige foco no que o País precisa. Dividir é perder a eleição para o populismo", arrematou.


Chap Chap, Paulus, Herculano Passos presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo no Congresso Nacional) e Calfat

Empreendedorismo e as perspectivas do turismo no Brasil

Este foi o tema de palestra proferida por Guilherme Paulus, fundador e atual presidente do Conselho Consultivo da CVC Viagens, considerada a maior empresa de turismo do País e da América Latina, por ocasião de reunião do Núcleo de Altos Temas do Secovi-SP (NAT), promovida em conjunto com a vice-presidência de Assuntos Turísticos Imobiliários da instituição, liderada por Caio Calfat.

"O crescimento do turismo é vital para o desenvolvimento econômico e social do País. Traz divisas, gera empregos diretos, movimenta a hotelaria e outras indústrias. Pode-se dizer que CVC fomentou o turismo com eficiência equivalente ou superior a muitas políticas públicas adotadas para o setor", afirmou o presidente do Secovi-SP, Flavio Amary.

"Fechamos o ano com chave de ouro, recebendo este verdadeiro ícone do empreendedorismo que é Guilherme de Paulus", disse Romeu Chap Chap, coordenador do NAT, que fez um balanço dos encontros realizados em 2017.

O palestrante, que também preside a Holding GJP Participações, relatou vários momentos de sua trajetória empresarial, marcada por fatos pitorescos e inúmeras dificuldades.

Para ele, é preciso modernizar a Lei Geral do Turismo, por meio da aprovação de projeto que será encaminhado ao Congresso Nacional, em regime de urgência. Afinal, o segmento é porta de entrada para investimentos em diversas outras áreas.

3 de janeiro de 2018

 

Voltar


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas