Administração de Condomínio

Ações judiciais por falta de pagamento de condomínio aumentam 40,5% na Capital


Levantamento do Secovi-SP mostra que, em março deste ano, foram ajuizadas 1.155 ações de cobrança, contra as 822 registradas no mês anterior
 Em março foram ajuizadas 1.155 ações por falta de pagamento do condomínio

De acordo com levantamento realizado pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação) no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, em março foram ajuizadas 1.155 ações por falta de pagamento do condomínio, aumento de 40,5% em relação ao mês anterior, que registrou 822 casos. 

No acumulado de janeiro a março deste ano, foram protocoladas 2.665 ações, 24,8% acima do apurado no mesmo período do ano anterior, com 2.136 casos registrados na cidade de São Paulo.

Hubert Gebara, vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Sindicato, recomenda aos síndicos e administradoras que reforcem as negociações de cobrança e promovam medidas de conscientização dos condôminos quanto à importância desse pagamento, a fim de manter o equilíbrio das contas do condomínio.

"O síndico deve estimular o condômino inadimplente a regularizar sua situação", reitera Gebara, para quem o acordo amigável é o melhor caminho para resolver a questão.

“O acordo é vantajoso para as duas partes - condomínio e condômino. Uma ação de cobrança na Justiça pode levar vários anos para ser resolvida", afirma. 

Confira o levantamento completo.

 

Autor: Assessoria de Comunicação do Secovi-SP


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas