Administração de Condomínio

Cai o número de ações por falta de pagamento de condomínio, diz Secovi-SP


Em setembro, foram ajuizadas 969 ações judiciais na capital paulista,contra 1.473 casos no mês anterior
    O vice-presidente Hubert Gebara atribui a queda aos acordos extrajudiciais 

Levantamento realizado mensalmente pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação) , no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, mostra que o número de ações de cobrança por falta de pagamento da taxa condominial caiu 34,2% em setembro deste ano. No mês, foram ajuizadas 969 ações, contra as 1.473 protocoladas em agosto deste ano. 

Acumulado - Comparado a setembro de 2016 (643 processos), houve alta de 50,7%. No acumulado deste ano, foram protocoladas 9.912 ações, aumento de 190,9% na comparação com o mesmo período do ano anterior, que teve 3.407 casos.

Também houve aumento no acumulado nos últimos 12 meses. De outubro de 2016 a setembro de 2017, foram protocoladas 11.616 ações, aumento de 128,7% na comparação com o período anterior (outubro de 2015 a setembro de 2016), com 5.080 ações.

Acordos - Conforme explica Hubert Gebara, vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Sindicato, dentre os fatores que contribuíram para reduzir as pendências em setembro, estão os acordos extrajudiciais, que surtem efeito na maioria das vezes. 

"Os inadimplentes preferem negociar. Para o condomínio, é melhor receber parcelado do que esperar anos por um resultado na Justiça", afirmou o dirigente, que recomendou aos síndicos e às administradoras que reforcem a cobrança amigável.

Autor: Assessoria de Comunicação do Secovi-SP

Comente essa notícia


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas