Institucional

Caixa: exemplo a ser seguido pelos bancos privados


Presidente do Secovi-SP, Basilio Jafet, elogia atuação do agente financeira durante a crise do coronavírus
Basilio Jafet, presidente do Secovi-SP

Em vídeo conferência realizada há pouco com Jair Luís Mahl, vice-presidente de Habitação da Caixa, e seu diretor-executivo, Matheus Sinibaldi, com os membros do Grupo de Empresas Incorporadoras do Secovi-SP, pudemos discutir em profundidade as recentes medidas adotadas pela instituição em prol não apenas do setor imobiliário, mas do País.

Pleitos como redução da taxa de juros serão analisados. A Caixa tem por prioridade manter sua liquidez, mas se dispõe a analisar propostas para manter o mercado ativo e adotar mecanismos de flexibilização para conter a inadimplência. “Se não formos rápidos, corremos o risco de haver a maior retomada de imóveis da história do País”, disse Mahl, reiterando a disposição de estudos conjuntos com nossa diretoria.

A Caixa está mostrando competência e boa vontade para que o segmento responsável pela geração de milhões de empregos diretos e indiretos continue operando. É um exemplo que poderia ser seguido pelos agentes financeiros privados. A situação exige um esforço coletivo para manter a economia funcionando minimamente.
 
Basilio Jafet, presidente do Secovi-SP

 

Autor: Assessoria de Comunicação - Secovi-SP


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas