Institucional

Convenção Secovi: novos modelos para nova realidade


Painel no primeiro dia (23/8) da Convenção Secovi mostrou as novidades tecnológicas no setor imobiliário
 Rodrigo Abrahão, do NE, coordenou o painel com Alexandre
 Frankel, da Housi; Fabrício Schveitzer, da Softplan; e Gustavo
 Brant, da DocuSign.

A Convenção Secovi, o maior fórum de debates da indústria imobiliária nacional, começou nesta segunda-feira, 23/8, com diversos painéis e palestras, on-line e presencial, no Milenium Centro de Convenções, na capital paulista, onde todos os participantes foram testados para Covid-19.

Rodrigo Abrahão, coordenador geral dos Novos Empreendedores do Secovi-SP, mediou o painel on-line sobre “Novos modelos para nova realidade”, destacando na abertura a importância do hub de inovação do Secovi-SP, o MoviMente. “Já estamos com mais de 70 startups, que oferecem produtos e serviços para o pré, obra e pós-obra”, informou Abrahão.

Alexandre Frankel, vice-presidente de Novas Tendências do Secovi-SP e CEO da Housi, apresentou as 10 macrotendências do setor: 1) moradia flexível fracionada em períodos de 180 dias; 2) migração para cidades e bairros mais baratos, para instalação de base para trabalho híbrido; 3) pagamento do aluguel com cartão de crédito; aumento da permanência das pessoas dentro de casa; 4) aumento do consumo em casa; 5) processo de visita ao imóvel 100% virtual; 6) imóveis com serviços acoplados; 7) transformação dos usos dos imóveis; 8) ampliação do novo mercado; 9) mercado com moradia flexível com novos operadores imobiliários; e 10) mudança do comportamento dos millennials, que não querem mais comprar imóvel.

“Tudo isso vai exigir que o mercado imobiliário se renove. Importante estarmos atentos a todos esses novos hábitos, que foram surgindo com a pandemia”, afirmou Frankel.

Gustavo Brant, vice-presidente da DocuSign para a América Latina, adicionou a 11a macrotendência: o fim do papel. Nesta pandemia, “quem foi para o eletrônico não volta para o papel”, disse, e apresentou alguns dados do crescimento deste mercado. Segundo Brant, o contrato eletrônico, por exemplo, aumenta em 127% a satisfação do cliente. “A assinatura do documento é cinco vezes mais rápida, além de ser 50% mais barato”, disse ele.

Diretor de Novos Negócios da Softplan, Fabrício Schveitzer, apresentou alguns números que atestam o crescimento de iniciativas tecnológicas no setor. Ele mostrou o aumento de empresas mapeadas para canteiro digital, contratos de API’s, dados trocados com softwares e usuários simultâneos. “A partir de março de 2020, com o advento da pandemia, observamos uma evolução”, disse.

Os palestrantes ainda abordaram questões relacionadas às novas tecnologias construtivas, construção modelar, retrofit, viabilidade financeira, entre outras.

A Convenção Secovi prossegue nesta terça-feira, 24/8, com painéis presenciais e on-line. O evento, organizado pelo Secovi-SP, tem parceira oficial da SegImob e patrocínio de Atlas  Schindler, Abrainc, Crowe Macro, SuperLógica, Grupo Souza Lima, Porto Seguro, Realogy, DocuSign, Wework, Zap+, Cashme, Haganá, Krédito, Condopay e CrediHome.

 

Autor: Assessoria de Comunicação - Secovi-SP


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • UniSecovi