Compra e Venda

Estudo aponta queda de 31,5% no estoque de imóveis em Sorocaba


Levantamento do Secovi-SP apurou 3.272 unidades lançadas e 3.433 vendidas em 12 meses na cidade
Flavio Amary, presidente do Secovi-SP, durante o Encontro de Mercado de Sorocaba

A cidade de Sorocaba registrou, em setembro de 2018, a oferta de 3.329 unidades disponíveis para venda, conforme apontou o Estudo do Mercado Imobiliário, realizado pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação) em parceria com a Robert Michel Zarif Assessoria Econômica. O montante corresponde a uma redução de 31,5% em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando haviam 4.859 unidades não comercializadas. Esta oferta é formada por imóveis na planta, em construção e prontos (estoque), lançados nos últimos 36 meses (outubro de 2015 a setembro de 2018). Os dados foram divulgados na noite desta segunda-feira, 1°/10, durante o Encontro Secovi do Mercado Imobiliário de Sorocaba, que ocorreu no auditório da Fundação Ubaldino do Amaral.

O levantamento indicou que, entre outubro de 2017 e setembro de 2018, foram lançadas no município 3.272 unidades, volume 5,9% abaixo do registrado no período anterior, quando os lançamentos totalizaram 3.477 imóveis. Nesse mesmo intervalo, foram comercializados 3.433 imóveis novos. O resultado representa uma redução de 2,3% em relação às 3.515 unidades vendidas e contabilizadas no levantamento passado.

No estudo, os imóveis de 2 dormitórios econômicos destacaram-se em quase todos os indicadores, entre outubro de 2017 e setembro de 2018, registrando a maior quantidade de vendas (2.809 unidades), de lançamentos (2.685 unidades) e de oferta final (2.881 unidades). Já o melhor desempenho de comercialização foi de imóveis de 1 dormitório, que atingiu VSO (Vendas sobre Oferta) de 86,5%, resultado da divisão das 224 unidades vendidas em relação aos 259 imóveis em oferta.

Considerando-se todo o período de estudo em Sorocaba, de outubro de 2015 a setembro de 2018, os lançamentos totalizaram 10.263 imóveis residenciais, dos quais 6.934 unidades foram comercializadas – ou seja, 68% dos imóveis ofertados ao longo desses 36 meses pesquisados. As vendas atingiram um montante de R$ 1.456,6 bilhão. O produto que mais se sobressaiu no período, em lançamentos e vendas, foi o de imóveis de 2 dormitórios econômicos, com metragem de até 45 m² de área privativa e preço inferior a R$ 230 mil.

Cenário – De acordo com o diretor Regional do Secovi em Sorocaba, Guido Cussiol Neto, a cidade tem passado por um importante processo de desenvolvimento nos últimos anos, mesmo diante da crise econômica nacional. “Para o setor imobiliário, os lançamentos, inclusive de imóveis econômicos, e o consumo de unidades em estoque têm ajudado a impulsionar o mercado. O maior acesso ao crédito imobiliário também está contribuindo para o reaquecimento do setor, projetando um mercado mais aquecido nos próximos meses”, comenta.

Confira aqui o estudo na íntegra

Centenas de empresários e profissionais do setor acompanharam o evento

 

Veja a galeria de fotos do evento 

Autor: Assessoria de Comunicação do Secovi-SP


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas