Compra e Venda

Estudo aponta queda de 66,6% no estoque de imóveis em São José do Rio Preto


Levantamento do Secovi-SP apurou 428 unidades lançadas e 1.696 vendidas em 12 meses na cidade
São José do Rio Preto teve queda de 66,6% no estoque de imóveis da cidade

O Estudo do Mercado Imobiliário, realizado pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação) em parceria com a Robert Michel Zarif Assessoria Econômica, apurou que a cidade de São José do Rio Preto registrou, em maio de 2018, a oferta de 819 unidades disponíveis para venda. O montante corresponde a uma redução de 66,6% em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando houve o apontamento de 2.454 unidades não comercializadas. Esta oferta é formada por imóveis na planta, em construção e prontos (estoque), lançados nos últimos 36 meses (abril de 2015 a maio de 2018). Os dados foram divulgados na noite desta segunda-feira, 28/5, durante o Encontro Secovi do Mercado Imobiliário, que ocorreu no Hotel Michelangelo, em Rio Preto.

         Diretor Regional do Secovi em SJRP,
      Alessandro Nadruz, apresentou o estudo

Ainda de acordo com o levantamento, entre junho de 2017 e maio de 2018, foram lançadas no município 428 unidades, volume 86,2% inferior ao período anterior, quando os lançamentos totalizaram 3.112 residências. Nesse mesmo intervalo, foram comercializados 1.696 imóveis novos. O resultado representa uma redução de 25,1% em relação às 2.263 unidades vendidas e contabilizadas no levantamento passado. Os imóveis de 2 dormitórios econômicos destacaram-se em quase todos os indicadores, entre junho de 2017 e maio de 2018, registrando a maior quantidade de vendas (1.257 unidades), de oferta (251 unidades), de VGV (R$ 174,2 milhões) e o melhor desempenho de comercialização, que atingiu VSO de 83,4%, resultado da divisão das 1.257 unidades vendidas em relação aos 1.508 imóveis em oferta. Entre os lançamentos, o maior destaque foi para os imóveis de 3 dormitórios (200 unidades), que teve uma participação de 46,7% no total lançado.

Entre junho de 2017 e maio de 2018, o VGV (Valor Global de Vendas) totalizou R$ 354,2 milhões, volume 13,8% inferior ao registrado no levantamento passado, quando atingiu a marca de R$ 411 milhões. Nos 12 meses, o indicador VSO – que apura a porcentagem de vendas em relação ao total de unidades ofertadas – ficou em 67,4%, representando crescimento em relação aos 48% apontados no período anterior. Para o diretor Regional do Secovi em São José do Rio Preto, Alessandro Nadruz, a queda no estoque de imóveis da cidade (66,6%) foi muito acentuada, o que pode representar algumas dificuldades para o futuro. “Temos 819 unidades remanescentes. Basta um aquecimento maior na economia e toda essa oferta será consumida rapidamente. O setor imobiliário é diferente do automotivo, por exemplo, e a execução de uma obra leva de três a cinco anos para ser concretizada. Por isso, esperamos que o mercado imobiliário seja fortalecido rapidamente, para que os lançamentos possam ser retomados e a população conte com mais opções de imóveis”, analisa.

                 Cerca de cem pessoas acompanharam  o evento

Cerca de cem pessoas participaram do Encontro Secovi do Mercado Imobiliário de São José do Rio Preto, que contou, inclusive, com as presenças do prefeito Edinho Araújo e do presidente da Fenaci (Federação Nacional dos Corretores de Imóveis), Joaquim Ribeiro. 

Confira aqui o estudo na íntegra

 

 

Autor: Assessoria de Comunicação do Secovi-SP


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas