Compra e Venda

Indicadores apontam para estabilidade em junho


Mercado financeiro reduziu a projeção para a inflação e empresários acreditam numa maior movimentação do setor  

O mercado financeiro reduziu a projeção para a inflação e para o crescimento da economia neste ano. Segundo o boletim Focus do Banco Central, feito com base em estimativas de instituições financeiras, a projeção para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) passou de 3,90% para 3,71%. Para 2018, a estimativa caiu de 4,40% para 4,37%.

A revisão na projeção ocorreu após a divulgação do IPCA de maio, que chegou a 0,31%, menor taxa para o mês desde 2007 (0,28%). Já para junho, o mercado financeiro espera por estabilidade dos preços para os consumidores.

Ainda segundo o Focus, a estimativa para o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) do País caiu de 0,50% para 0,41% em 2017. Para o próximo ano, a projeção de crescimento da economia passou de 2,40% para 2,30%. A taxa Selic, que atualmente, está em 10,25%, deve encerrar 2017 e 2018 em 8,5% ao ano.

“Com a redução da inflação e estabilização dos preços, o mercado começa a se movimentar, mesmo com a previsão de menor crescimento da economia nacional. Todo esse fluxo faz parte de um processo de lenta retomada no Brasil, mas estamos otimistas. Outros indicadores, como o retorno do acesso ao crédito em melhores condições, também nos faz ter mais confiança na recuperação da economia e do setor”, afirma Frederico Marcondes César, vice-presidente do Interior e diretor Regional do Secovi na RMVale.

Autor: Assessoria de Comunicação do Secovi-SP

Comente essa notícia


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas