Compra e Venda

Lançamentos de imóveis crescem 635% em São José do Rio Preto 


Levantamento do Secovi-SP apurou 3.147 unidades lançadas e 1.911 imóveis vendidos em 12 meses na cidade
  São José do Rio Preto teve crescimento de 635% nos lançamentos de imóveis

A Regional Secovi em Rio Preto promoveu nesta segunda-feira, 24/6, mais uma edição do Encontro do Mercado Imobiliário, tradicional iniciativa que reúne autoridades, empresários e profissionais da área para debater o atual cenário e as perspectivas do setor. O evento contou com a presença do prefeito Edinho Araújo, com a secretária municipal de Habitação, Fabiana Zanquetta, e com a palestra de Celso Petrucci, presidente da CII/CBIC (Comissão da Indústria Imobiliária da Câmara Brasileira da Indústria da Construção) e economista-chefe do Secovi-SP, sobre o “Panorama do Mercado e as tendências de Crédito Imobiliário”. Cerca de 120 pessoas participaram da iniciativa, que foi realizada no Centro de Convenções da Acirp (Associação Comercial de São José do Rio Preto).

Outro destaque do evento foi a divulgação do recente Estudo Secovi do Mercado Imobiliário de São José do Rio Preto, que apurou um crescimento de 635% nos lançamentos residenciais na cidade no período entre junho de 2018 e maio de 2019. Foram 3.147 novas unidades, ante as 428 residências registradas no levantamento anterior. Nesse mesmo intervalo, foram comercializados 1.911 imóveis novos no município. O resultado representa uma elevação de 12,7% em relação às 1.696 residências vendidas e contabilizadas no estudo passado. Em termos de estoque, Rio Preto encerrou maio de 2019 com a oferta final de 1.650 unidades disponíveis para venda. O volume representa um crescimento de 101,5% em relação às 819 unidades não comercializadas no período anterior. Esta oferta é formada por imóveis na planta, em construção e prontos (estoque), lançados nos últimos 36 meses (junho de 2016 a maio de 2019).

Na primeira fila, a partir da direita: Prefeito Edinho Araújo, Celso Petrucci
e Alessandro Nadruz

Os imóveis de 2 dormitórios econômicos destacaram-se em todos os indicadores, entre junho de 2018 e maio de 2019, registrando a maior quantidade de lançamentos (2.839 unidades), vendas (1.725 unidades), oferta final (1.260 unidades), VGV (R$ 261,4 milhões) e o melhor desempenho de comercialização, que atingiu VSO (Vendas sobre Oferta) de 57,8%, resultado da divisão das 1.725 unidades vendidas em relação aos 2.985 imóveis em oferta.“O levantamento atual reflete a retomada da confiança de consumidores e dos empreendedores, e mostra que o mercado de Rio Preto dá sinais evidentes de recuperação”, comenta Alessandro Nadruz, diretor regional do Secovi em São José do Rio Preto. Para ele, esse comportamento segue tendência observada na capital paulista, no Estado e em boa parte do País no ano passado. “Inclusive no que se refere ao produto com maior aderência e que mais se destacou no período: os imóveis econômicos de 2 dormitórios, com valores até R$ 230 mil, enquadrados nos parâmetros do programa Minha Casa, Minha Vida”, analisa.

Loteamentos – Os loteamentos também estão contemplados no estudo, a partir do levantamento do número de projetos aprovados no Graprohab (Grupo de Análise e Aprovação de Projetos Habitacionais do Estado de São Paulo) nos últimos anos. Em 2018, foram protocolados 525 projetos de loteamentos no Estado, ante os 529 formalizados no ano anterior. São José do Rio Preto teve oito projetos aprovados no Graprohab no ano passado, totalizando 4.480 lotes previstos. A Região Administrativa (RA) de São José do Rio Preto, que engloba ao todo 96 municípios, registrou 49 aprovações em 2018, com 13.554 lotes programados.

No ranking dos 10 municípios com mais lotes aprovados no Estado de São Paulo entre 2010 e 2018, Rio Preto aparece na primeira colocação, com 92 projetos, 47.499 unidades e participação de 4,20% no total. “O mercado de loteamentos segue bastante aquecido em nossa região. Temos muitas empresas buscando áreas para lançamentos e algumas variáveis econômicas estão trazendo fôlego, novas perspectivas e um otimismo considerável para o setor”, analisa Alessandro Nadruz. O estudo pode ser consultado na íntegra em www.secovi.com.br/pesquisas-e-indices.

Autor: Assessoria de Comunicação do Secovi-SP 


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas