Administração de Condomínio

No Enacon, Cortella fala sobre os desafios da mudança em tempos de pandemia


Em sua palestra, o professor e filósofo destacou a importância das novas atitudes para enfrentar esses novos temposque estamos vivendo em meio à pandemia

O filósofo e professor Mário Sergio Cortella deu uma verdadeira aula no encerramento do primeiro dia (11/11) do Encontro Nacional das Administradoras de Condomínios (Enacon 2020), organizado pelo Secovi-SP. “Novos tempos exigem novas atitudes”, afirmou ele, citando a clássica frase, que diz que “tolice é fazer as coisas do mesmo modo e esperar resultados diferentes.”

Cortella lembrou que, nestes tempos pandêmicos, nada ficou lugar. “O mundo ganhou outra rota e nós também precisamos alterar a nossa, recriar e reinventar”, disse. E chamou a atenção para o que diziam os romanos: “não é possível controlar a direção dos ventos, mas é possível reorientar as velas” e para isso é preciso ter um mapa de navegação e alterar a rota, quando necessário. Destacou ainda que é necessário ter flexibilidade nas ações. Segundo ele, há pessoas que, em 2020, preferem agir do jeito que agiam antes. “Outros preferem fechar os olhos, agindo com atitudes infantis.”

O professor Cortella admitiu que mudar é complicado e contou que ele também teve de aprender a impossibilidade de ver a reação das pessoas durante suas palavras, além de ter de ficar sentado, quando até então estava acostumado a falar em pé. “Senta e chora ou levanta e enfrenta”, disparou, indagando que quem imaginaria que o Enacon não seria presencial um ano atrás?

Estar pronto para as mudanças é fundamental, apontou Cortella. “Nós não nascemos prontos, vamos nos fazendo. Neste momento difícil de pandemia, precisamos nos reinventar”, aconselhou, citando um outro dito popular: “não há bem que dure para sempre, nem mal que nunca acabe”. Nestas duas situações, disse ele, não há espaço para conformidade.

Cortella lembrou ainda da síndrome do possível e explicou que há muita diferença entre fazer o possível e fazer o melhor. “Na sua atividade, você está fazendo o possível ou o teu melhor”, indagou, destacando que não é o melhor do mundo, mas o “seu” melhor. “Fazer o meu melhor na condição que eu tenho, enquanto eu não tenho condições de fazer melhor ainda.”

O professor explicou que oportunidade significa saber aproveitar os ventos favoráveis para aportar em local seguro e encontrar nova saídas. “Em 2020, não podemos ficar ilhados, precisamos encontrar novos caminhos”, disse, destacando que o bom navegador não aguarda o vento. “Vai buscá-lo.”

O Enacon 2020 contou com patrocínio de Atlas Schindler, Souza Lima, Bradesco, Vila Velha, Airbnb, Superlogica, CashMe, Júpiter, Empresta Capital, Group Software, Athos/GoSoft, Mapfre, Haganá, Pormade, Winker e Sindiconet, como mídia parceira. 

 

Autor: Assessoria de Comunicação - Secovi-SP


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas