Institucional

Nova Previdência pauta encontro do movimento Reformar para Mudar


Reunidas na sede da Fiesp, entidades que integram ao grupo reiteraram ações de apoio à PEC 6/2019

As entidades que compõem a frente Reformar para Mudar estiveram reunidas no dia 9/5, para discutir temas relevantes no cenário político-econômico nacional e traçar estratégias de atuação em defesa de um melhor ambiente de negócios para o País. 

O encontro aconteceu na sede da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e contou com a presença do presidente da entidade, Paulo Skaf.

O encaminhamento de ações em apoio à aprovação da PEC 6/2019 (Nova Previdência) continha na pauta do grupo. “A sociedade como um todo precisa compreender a necessidade de aprovação da reforma. É o primeiro passo para que o governo equilibre as contas públicas e o País volte a atrair investimentos”, disse Basilio Jafet, presidente do Secovi-SP.

Cientes da urgência de aprovação da PEC pelo Congresso, os dirigentes das entidades vêm mantendo encontros com parlamentares e desencadeado uma série de ações com o objetivo de esclarecer o cidadão sobre os principais aspectos da proposta apresentada pela equipe econômica do governo. “A proposta visa o combate às desigualdades e beneficia a grande maioria da população, em detrimento daqueles que têm privilégios e que mais oneram os cofres públicos”, complementou Jafet.

O anfitrião Paulo Skaf disse acreditar que a reforma da Previdência deve ser aprovada ainda neste semestre na Câmara dos Deputados. “Estamos em um momento no Brasil em que precisamos estar unidos, pois temos muitos desafios, como as reformas da Previdência, a Tributária, a retomada do crescimento e a geração de empregos”, assinalou.

Vinte e oito entidades de classe integram o Reformar para Mudar, movimento que surgiu há dois anos, com o objetivo de participar mais ativamente das discussões que interferem no crescimento e no desenvolvimento do País. Desde então, o grupo já atuou na defesa de relevantes temas nacionais, como a aprovação da PEC do Teto dos Gastos e da reforma trabalhista. Também se movimentou intensamente, no ano passado, pela aprovação da reforma da Previdência, que acabou não sendo aprovada pelo Congresso.

 

Autor: Assessoria de Comunicação - Secovi-SP


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas