Administração de Condomínio

Número de ações por falta de pagamento de condomínio cai pelo 4º mês consecutivo


 Em dezembro, foram protocolados no Tribunal de Justiça de São Paulo 593 processos, queda de 17,8% comparado a novembro (721 ações)
     Dezembro foi o quarto mês consecutivo de queda no volume de ações.

Levantamento realizado mensalmente pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP, no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, mostra uma diminuição gradual no número de ações de cobrança por falta de pagamento da taxa condominial na cidade de São Paulo.

Dezembro foi o quarto mês consecutivo de queda no volume de ações. Em setembro de 2020, foram ajuizados 932 processos; em outubro, 878; em novembro, 721 e, em dezembro, 593 ações. O total ficou 17,8% abaixo do apurado no mês anterior e foi 32% inferior ao registrado em dezembro de 2019 (872 ações).

Acumulado

De janeiro a dezembro de 2020, foram protocoladas 9.594 ações, uma redução de 7,6% em comparação aos 10.382 processos apurados em igual período de 2019. Se comparada à média histórica, quando foram registradas 10.762 ações, a queda foi de 10,9% nos últimos 12 meses.

"Apesar da crise que ainda estamos enfrentando em razão da pandemia, a tendência de queda no número de distribuição de ações de cobrança de quotas condominiais corrobora que não houve aumento da inadimplência”, afirma Moira de Toledo, diretora executiva da vice-presidência de Administração Imobiliária e Condomínios do Secovi-SP.

Para ela, os condôminos estão priorizando esse pagamento por causa do bom funcionamento das estruturas condominiais e a maximização de seu uso neste período.        

Confira o levantamento completo.

 

Autor: Assessoria de Comunicação - Secovi-SP


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • UniSecovi