Institucional

Secovi-SP lança terceira edição do Anuário do Mercado imobiliário


Em evento para empresários, agentes do setor imobiliário e do mercado financeiro,o Sindicato da Habitação de São Paulo apresentou os dados referentes a 2017
Economista-chefe Celso Petrucci destacou os principais pontos da publicação

Empresários, agentes do setor imobiliário e do mercado financeiro e demais setores estiveram presentes na manhã desta sexta-feira, 16/3, na sede do Secovi-SP para conhecer os dados do mercado imobiliário em 2017, que foram compilados pelo Departamento de Economia e Estatística da entidade em uma publicação com informações sobre lançamentos, vendas, oferta de unidades residenciais, entre outras, na capital e interior paulista, além de indicadores nacionais.

Durante o lançamento do anuário, o presidente da entidade, Flavio Amary, destacou a importância da publicação, que é rica em conteúdo e informações que ajudam a subsidiar a imprensa, o sistema financeiro e o mercado imobiliário.

“Veremos como o mercado melhorou em 2017. A cidade de São Paulo registrou um crescimento significativo no volume de lançamentos e vendas. Quando olhamos o País como todo, notamos que também houve incremento”, afirmou Amary, lembrando da melhoria dos indicadores macroeconômicos, como a taxa Selic, a inflação e os índices de confiança.

“Na média, a confiança está melhorando. O mercado imobiliário precisa de um cliente que acredita que a vida dele vai melhorar, que terá emprego, renda e capacidade para honrar o pagamento”, disse Amary, acrescentando que estamos em um ano atípico, com Copa do Mundo e eleições.

Destaques – Em seguida, o economista-chefe do Secovi-SP, Celso Petrucci, destacou os principais pontos do Anuário do Mercado Imobiliário 2017, que contém 245 páginas. Por meio da análise dos principais dados, Petrucci mostrou que houve uma reação do mercado imobiliário em 2017, com o lançamento de 28,7 mil unidades residenciais, volume 48% superior às 19,4 mil unidades lançadas em 2016 na cidade de São Paulo.

As vendas também apresentaram crescimento: 23,6 mil unidades residenciais novas comercializadas, 46,1% superior às 16,2 mil unidades vendidas em 2016. Assim como nos lançamentos, a comercialização quebrou uma série de três anos de queda (2014/2015/2016).

“A reação do mercado imobiliário em 2017 superou as expectativas e já está refletindo neste ano”, afirmou Petrucci. Segundo ele, a retomada dos lançamentos e vendas contribuiu também para ampliar as perspectivas de retorno do emprego na construção civil.

Para este ano, o economista-chefe estima o lançamento de 27 mil a 29 mil unidades e a comercialização entre 25 mil e 26 mil unidades residenciais na cidade de São Paulo.

Além dos dados do mercado imobiliário, Petrucci também mostrou os números relacionados à aprovação de lotes urbanizados no Estado de São Paulo e informações de imóveis usados, mercado de locação e do segmento de condomínios.

Faça o download e conheça o conteúdo completo do Anuário do Mercado Imobiliário 2017.

Autor: Assessoria de Comunicação do Secovi-SP

Comente essa notícia


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas