Incorporação

Teto de financiamento pelo FGTS sobe para R$ 1,5 mi


Novo limite vale para imóveis residenciais novos, contratados entre 20/2 e 31/12 de 2017 

Para quem pensa em comprar uma casa ou apartamento usando recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o momento é agora.  A medida tomada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) permite que, até o fim do ano, será possível contratar financiamentos imobiliários de até R$ 1,5 milhão. O teto anterior era de R$ 950 mil. Segundo o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, o novo valor de avaliação se aplica apenas para imóveis novos e com finalidade residencial. Por ora, a regra vale para contratos realizados de 20 de fevereiro até 31 de dezembro de 2017.

"Com a mudança, os mutuários terão acesso não só às taxas de juros aplicáveis ao SFH, em geral mais baixas do que aquelas vinculadas a outros tipos de operações imobiliárias, mas à possibilidade de movimentar os recursos de suas contas vinculadas do FGTS para o pagamento de parte das prestações ou para a amortização dos financiamentos, desde que observados os demais requisitos legais e regulamentares que regem o fundo", afirmou o CMN em nota.

“Estamos otimistas com a série de medidas que estão sendo tomadas para estimular a economia e a construção civil, setor que cortou muitos postos de trabalho com carteira assinada nos últimos anos”, afirma Marcelo Coluccini, diretor Regional do Secovi em Campinas. Para ele, a iniciativa também deve beneficiar a nossa região, que possui grandes perspectivas para esse mercado voltado às classes média e alta.

Autor: Assessoria de Comunicação do Secovi-SP

Comente essa notícia


  • Ampliar
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi Condomínios
  • Universidade Secovi-SP
  • Núcleo de Altos Temas
  • Gentilezas Urbanas