Locação

Universitários aquecem locação imobiliária em Bauru


Procura segue em alta para imóveis de um e dois dormitórios em locais próximos às faculdades
Foto: Jornal da Cidade
Foto: Jornal da Cidade

Muitos estudantes já estão na contagem regressiva para a volta às aulas. A ansiedade de quem vai começar a faculdade é ainda maior, especialmente, para aqueles que vêm de outras cidades e precisam de um imóvel. Essa população flutuante contribui com a movimentação do mercado de locação em Bauru. Segundo estimativa da Regional Secovi no município, a procura por locação universitária cresce consideravelmente entre os meses de janeiro a março e as imobiliárias se preparam para atendê-los dispondo das melhores ofertas.

Os imóveis localizados nas proximidades das faculdades e aqueles que ficam nas imediações da Avenida Nações Unidas são os favoritos, já que a via é considerada um corredor importante de acesso para as instituições de ensino. A segurança e a facilidade de deslocamento são os principais fatores considerados pelos estudantes na hora de definir onde irão residir. 

De acordo com o diretor de Intermediação e Marketing do Sindicato da Habitação no município, Fernando César Pegorin, apesar da crescente oferta de imóveis em Bauru para a população universitária, é sempre melhor antecipar-se. “Além de encontrar opções de imóveis mais equipados, com localizações e preços mais atraentes, o estudante precisa estar atento com a documentação necessária para fechamento do contrato de locação”.

República ou apartamento - As populares repúblicas, geralmente formadas em imóveis maiores por grupos de estudantes que procuram economia, já não são mais tão usuais, e ao longo dos anos foram dando espaço para imóveis compactos, como apartamentos de um e dois dormitórios, oferecendo aos estudantes mais privacidade e melhor qualidade de vida. De acordo com Pegorin, construtoras e investidores atraídos por este nicho de mercado provocaram uma pulverização desse tipo de imóvel em nossa cidade e principalmente nas regiões de universidades.

Os preços do aluguel variam entre R$ 500,00 e R$ 800,00 para apartamentos de 1 dormitório. Já os imóveis com 2 dormitórios partem de R$ 650,00 e chegam a R$ 1,3 mil, dependendo de sua classificação. As variações levam em conta, além da localização, a estrutura do prédio em itens como elevadores, estacionamento, área de lazer, portaria 24 horas e dos opcionais do próprio imóvel como ventiladores, ar-condicionado e mobília.

Para o diretor Regional do Secovi em Bauru, Riad Elia Said, o momento é ideal para os investidores aproveitarem as oportunidades, já que os preços de imóveis ainda estão muito convidativos. “É importante que o proprietário mantenha seu imóvel em boas condições de conservação para fazer um bom negócio. Geralmente, há pouco tempo hábil para acertos de melhorias e o estudante acaba optando por um imóvel que já esteja pronto para entrar”, avalia Riad, que destaca ainda a crescente demanda por hotéis na modalidade longstay, com serviços de limpeza, troca de roupas de cama e banho, com ou sem café da manhã. “Conforme a necessidade de cada interessado, há a possibilidade de utilizar os apartamentos sem fiador, sem as exigências costumeiras dos contratos de aluguel”, acrescenta ele.

Contrato - Ao fechar o contrato de locação, os estudantes que irão morar em apartamentos ou em casas ficam sujeitos a determinadas regras. Uma delas é informar o número de pessoas que irão residir no imóvel. Tudo tem que ser especificado no documento. Já a garantia de pagamento do aluguel é geralmente assegurada por um fiador, mas, segundo Pegorin, o seguro-fiança tem sido uma alternativa muito bem aceita.

Autor: Assessoria de Comunicação do Secovi-SP

Comente essa notícia


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas