Pesquisa Mensal de Valores de Locação Residencial Cidade de São Paulo - Fevereiro de 2018

A Pesquisa de Valores de Locação Residencial do Secovi-SP (Sindicato da Habitação) registrou variação negativa 1,3% no período de 12 meses (março de 2017 a fevereiro de 2018), variação menor do que verificada no mesmo período do ano anterior (março e 2016 a fevereiro de 2017) com 0,99%.

A variação dos últimos 12 meses ficou abaixo do IGP-M (Índice Geral  de Preços – Mercado) verificada no mesmo período pela FGV (Fundação Getúlio Vargas),  que registrou queda de 0,42%.

As moradias que sofreram as maiores retrações nos valores em fevereiro de 2018, foram as unidades de três dormitórios com queda de 1,2%, seguido pelos aluguéis dos imóveis de 1 dormitório com redução média de 1%, já as residências de 2 quartos tiveram as menores diminuições nos valores locatícios com 0,25%.

A Pesquisa de Locação Residencial é elaborada pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação), e visa monitorar o comportamento do mercado de  aluguéis na capital paulista. As informações estão disponibilizadas em valores por m²  (área privativa de apartamentos e área construída de casas e sobrados) e estão organizadas em oito grandes regiões: Centro; Norte; Leste (dividida em duas: zona A – que corresponde à área do Tatuapé à Mooca; zona B – outros bairros dessa área geográfica, como Penha, São Miguel Paulista  etc.); Oeste (segmentada em duas: zona A – Perdizes, Pinheiros e vizinhanças; zona B – bairros como Butantã e outros); Sul (dividida em duas sub-regiões: zona A – Jardins, Moema, Vila Mariana, dentre outros; zona B – bairros como Campo Limpo, Cidade Ademar etc.).

Continue lendo:

Acesse a Pesquisa na integra aqui.

 

Voltar


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas