A Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina) começou no final de janeiro a substituição de lâmpadas e luminárias na Fundação Médica Assistencial do Trabalhador Rural, em Caxambu do Sul – um dos beneficiados com o programa de eficiência energética da empresa. Os investimentos no hospital somarão R$ 45 mil. Durante os serviços, serão trocadas 234 lâmpadas e 145 luminárias. A previsão de conclusão é de sete dias.

Para o presidente da Celesc, Cleverson Siewert, além da economia no consumo, o programa de Eficiência Energética envolve a sociedade para a conservação e o uso eficiente da energia. A Fundação é o 26ª dos 34 hospitais que serão beneficiados com o projeto, que substitui equipamentos antigos por outros mais eficientes, com menos consumo de energia elétrica.

Como funciona

O Projeto Hospitais Filantrópicos II é desenvolvido em etapas, sendo que a primeira é o diagnóstico energético e as medições do consumo de energia e demanda de potência dos equipamentos antigos. Um relatório é elaborado para aprovação pela Celesc, e então é feita a instalação dos equipamentos novos, com retirada e descarte dos antigos.

O trabalho continua com a medição do consumo de energia e da demanda de potência dos equipamentos novos para elaboração de relatório final do projeto, inclusive com pesquisa de satisfação entre os usuários.

O lixo gerado pela substituição dos equipamentos é devidamente tratado para não causar impactos ao meio ambiente. Na fase de conclusão, ocorre palestra aos funcionários do hospital, divulgando o uso racional e eficiente da energia elétrica e os resultados alcançados com as ações realizadas. O hospital atendido responsabiliza-se pela operação e manutenção dos equipamentos.

O projeto Hospitais Filantrópicos atenderá 29 municípios catarinenses com recursos de R$ 7,5 milhões. A Celesc estima uma redução total de consumo de 5.024 megawatts-hora por ano (MWh/ano), energia suficiente para atender 2.321 residências/ano. As instituições foram selecionadas por chamada pública realizada pela Celesc em 2011, específica para hospitais filantrópicos.

Os trabalhos começaram em 2013 e vão até julho de 2015. A Padoin Engenharia – de Criciúma – foi contratada por pregão eletrônico para realizar todas as etapas do projeto: o pré-diagnóstico, a medição do consumo de energia dos equipamentos antigos e a elaboração do diagnóstico energético, a substituição de equipamentos, o encaminhamento dos antigos para descarte.

Fonte: Revista Infra