CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

 

 

Quinta-feira, 19 de março de 2015. 

 

 

 

Intuito foi apresentar soluções e novas tecnologias para uso racional da água

Foto: Luiz França / CMSP

 


DA REDAÇÃO

 

Em comemoração ao Dia Mundial da água, em 22 de março, a Câmara Municipal de São Paulo recebeu o evento “Virada da Água – Caminhos para a abundância” nesta quinta-feira (19/3). O intuito foi apresentar soluções e novas tecnologias para o uso racional da água.

Iniciativa da Frente Parlamentar pela Sustentabilidade, por iniciativa dos vereadores Gilberto Natalini (PV) e Ricardo Young (PPS), do Instituto Kairós e do Movimento Urbano de Agroecologia (MUDA/SP), o evento contou com exposições sobre a importância de tecnologias sociais e soluções criativas para o meio ambiente e para a saúde, além de demonstrações de cisternas, meios de filtragem de água, produtos de faxina ecológica, minhocário e cultivo de alimentos.

 

 

 

Uma das possíveis soluções para a crise de abastecimento da Capital apresentada durante a “Virada” foi um purificador microbiológico de água que funciona por meio de uma técnica de ultrafiltração. O aparelho possui uma membrana que retém vírus, bactérias, protozoários e outros tipos de sujeiras presentes nas mais diversas fontes de água. O líquido retirado é cristalino e, segundo a representante da fabricante, Valéria Ortega, própria para beber, escovar os dentes e qualquer outra utlização. “Ele foi pensado inicialmente para locais que tem carência de água. Ele foi muito utilizado no Haiti, após o terremoto de 2011”, afirmou.

Um dos proponentes, o vereador Natalini (PV), afirma que a Virada da Água é feita com objetivo de criar uma consciência popular e promover a educação ambiental. “Água é vida, e temos maltratado muitos as nascentes, os rios, os córregos, as fontes de água doce.”

 

Fonte: Câmara Municipal de São Paulo

]]>